Tirando as máscaras

Eu sei que festa à fantasia não é uma coisa que todo mundo gosta, mas eu acho muito divertido! Eu amo me fantasiar e brincar.

E essa coisa com máscaras, vocês gostam? Embora seja divertido estar disfarçado, estamos optando por exibir algo diferente de nossos eus autênticos. A verdade é que as máscaras não são algo que usamos apenas nas festas de fantasia. Seja na nossa vida pessoal, na vida da igreja, na vida profissional, é fácil adotar o hábito de “usar um rosto” que não é necessariamente o nosso. Agora, não me entenda mal. Eu sei o quão necessário é filtrar quanto de você pode mostrar enquanto você está na frente de seu pequeno grupo. Quando eu estava liderando meu grupo de meninas do ensino fundamental e médio, eu tinha que lembrar que elas não eram minhas amigas da mesma forma que minhas amigas adultas eram. E assim, o tipo de honestidade que eu empreguei foi medido.

Mas também há algo a ser dito sobre você nunca ser você mesmo, o que me preocupa quando você é líder de um pequeno grupo. Quando sua jornada de fé não é um exemplo que seu pequeno grupo pode copiar, olhar, pensar ou modelar depois, eles estão perdendo um dos aspectos mais valiosos de ter um líder de pequeno grupo comprometido.

Obviamente, honestidade na frente de seu pequeno grupo acontece com razão, e há algumas coisas que não devem ser discutidas na frente deles. Mas pode haver uma distância entre ser honesto e ser honesto demais. E como regra geral, você quer mirar um enquanto fica longe do outro!

Quando eles ouvirem você falando sobre suas próprias experiências compartilhando sua fé e vivendo o que você diz, isso pode inspirá-los a fazer o mesmo. Quando você compartilha histórias sobre como você fez suas escolhas, em vez de ceder ao orgulho ou raiva, isso lhes dá algo para modelar depois. Quando você admite que às vezes luta, faz perguntas difíceis e fica frustrado, isso permite que eles saibam que estão autorizados a fazê-lo também! É por isso que “tornar pessoal” é muito importante. Pode parecer vulnerável – mais vulnerável do que você normalmente fica com o seu pequeno grupo. Não precisa acontecer toda semana. Não precisa ser formal. Seja você mesmo. Seja honesto para seu pequeno grupo. E tire a máscara de vez em quando porque embora possa ser interessante usá-la em alguns momentos, também é surpreendentemente interessante tirá-la e ser você mesmo.

Escrito originalmente em Inglês por Adriana Howard
Traduzido e adaptado por Carina Cortat

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *