Pais e Líder de Pequenos Grupos: A Criança Precisa de Ambos

Na última sexta-feira, você tocou algumas músicas e fez um belo show para seus filhos. Hoje eles chegaram em casa depois da noite do pijama na igreja e fizeram as brincadeiras que você os ensinou… E, pasme, deram crédito ao Pedro, o líder do pequeno grupo, sobre ter sido ele quem ensinou as brincadeiras… O que você sente?

O inverso também acontece com seus liderados. Uma das crianças que você ensina na igreja perdeu um brinquedo no domingo. Você tentou animá-la e conversou sobre a situação, mas não obteve muito resultado. No final, ao ver a mãe e dar um grande abraço nela, as lágrimas secaram. Isso era tudo que ela precisava!

Enquanto líder, pode pensar que esteja fazendo algo errado. Mas, não, você não está.

Você está simplesmente convivendo com a realidade das crianças terem um relacionamento sólido com os adultos, dentro e fora de casa, e isso é benéfico para elas! Para todas as crianças, determinadas situações são melhores recebidas quando são provenientes dos pais. Já outras coisas ficam mais fáceis de serem absorvidas quando são oriundas de qualquer pessoa que não seja a mãe, nem o pai.

E, veja bem, quando essa dupla dinâmica (pais e líderes de pequenos grupos) está exercendo bem suas funções, conscientes da importância de seus papéis, faz com que a influência de cada um seja muito poderosa na vida da criança!

Os pais lideram o caminho
Os pais vão além em tudo o que oferecem aos seus filhos, eles extrapolam os cuidados básicos, e fazem muito mais do que fornecer um teto sobre a cabeça e comida como alimento diário. Algumas coisas que as crianças recebem em casa, principalmente, os cuidados peculiares dos pais, não são encontrados em nenhum outro lugar, afinal, ninguém conhece uma criança como sua mãe e seu pai.

As pesquisas comprovam, cada criança é um indivíduo, uma pessoa única! Sim, cada criança é diferente, singular, especial. Os pais são as pessoas que as acompanham, cuidando em todos os momentos, mesmo quando é madrugada… São eles que as aconchegam à noite para dormir. Então, os pais são as pessoas que conhecem sua criança como realmente ela é, e sabe as suas necessidades.

E nem precisamos mencionar, mas daremos sim o realce para o amor dos pais. Ninguém ama uma criança como um pai e uma mãe ama seu filho. É uma coisa mágica!

Então, por que as crianças precisam de ter mais do que apenas seus pais? Bem, está intrínseco aos pais uma coisa chamada baixa influência relacional. Observe que os recém-nascidos não se conectam com seus pais tanto quanto precisam receber deles cuidados. Eles precisam de ser alimentados, abraçados, que os ajudem a adormecer.

De repente, percebemos o salto do bebê para a sua formatura! Como é rápida essa transição… Acontece muito rápido. Isso significa que os pais não estão simplesmente criando filhos. Eles estão formando adultos!

Gerenciar a transição é complicado. Como pai, você tenta gradualmente aumentar a sua influência relacional e diminuir a sua influência “porque eu disse que é isso…”. Então, pode ser bem difícil acertar.

É aqui que a igreja entra
As igrejas trabalham com crianças de todas as idades, em todas as semanas. Isso significa que eles têm uma boa experiência para instruir um adolescente quando ele vivenciar a passagem do nono para o décimo ano, como também, para lidar com uma criança que vai se tornar uma pré-escolar. A igreja vê a mudança acontecer na vida das crianças ano após ano.

Com esse conhecimento, as igrejas podem ajudar os pais a se prepararem para o que está por vir. É por isso que os líderes de pequenos grupos são tão importantes! Assim como os pais são especialistas em uma criança, os Líderes de Pequenos Grupos são especialistas em um grupo de crianças em uma fase da vida.

Como especialistas, os líderes de pequenos grupos estudam tudo o que podem sobre a fase de seus filhos. Esse aprendizado adquirido é fundamental, na verdade, esse esforço se torna um diferencial na influência que causam na vida da criança, semana após semana, mês após mês. Líderes de pequenos grupos oferecem uma presença adulta consistente e não parental.

Estudos mostram que crianças que têm influência adulta regular e positiva fora de casa têm mais chances de terem maior sucesso em sua vida. E toda criança, não importa sua idade, precisa de um líder presente na vida delas.

  • Pré-escolares precisam de um adulto consistente, porque podem sentir pavor de um rosto desconhecido.
  • As crianças do ensino fundamental precisam de um adulto consistente, porque podem dizer qualquer coisa a um estranho.
  • Os alunos do ensino médio precisam de um adulto consistente, porque nada em sua vida é consistente.
  • Os estudantes do ensino médio precisam de um adulto consistente, porque confiam apenas nas pessoas que estão presentes na vida deles.

E, realmente, é disso que estamos falando! As crianças precisam de adultos que têm presença constante na vida delas, seja em casa ou mesmo fora de casa. Toda criança precisa de alguém que conheça sua história. E toda criança precisa de alguém que possa redescobri-los!

Texto escrito pelo Projeto Fases

Traduzido e adaptado por Carina Cortat

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *