Fazendo Parceria com os Pais

É difícil para os pais entenderem o que acontece na hora em que as crianças de nossos pequenos grupos participam de uma reunião numa manhã de domingo. Não podemos culpar os pais por isso. Eles estão muito ocupados. E, pelo que vejo, os pais não entendem o que fazemos como líderes de pequenos grupos. . . até os deixarmos informados sobre o que estamos fazendo.

Os pais estão correndo de um lado para o outro. Além das responsabilidades normais de um pai, eles estão. . .… dirigindo seus filhos para atividades esportivas e extracurriculares.
… trabalhando em empregos de tempo integral.
… sentindo a pressão no trabalho.
… lidando com adolescentes questionadores.
… lidando com o drama familiar.

Seja o que for, eles estão totalmente cansados.

Então, como podemos culpá-los quando eles deixam rapidamente seus filhos com o grupo para poderem aproveitar a oportunidade de estarem sozinhos no culto e recuperarem o fôlego? Não podemos por culpa. Nosso trabalho é observar os olhos cansados ​​deles e ajudá-los. Nós não nos dispomos apenas para servir os seus filhos!

Considere enviar-lhes um bilhete ou um e-mail para passar a mensagem da Palavra de Deus escrita em Êxodo 14:14: “O Senhor lutará por você; você precisa apenas ficar quieto”. Lembramos a eles que o Deus que lhes deu seus filhos é grande o suficiente para ajudá-los nesta jornada.

O caminho de um pai e uma mãe não é brincadeira. E, como líderes de pequenos grupos de seus filhos, podemos incentivá-los dizendo que estão fazendo um ótimo trabalho e que está valendo a pena. Podemos dizer-lhes todas as coisas positivas que vemos em seus filhos como resultado da forma pela qual eles investem neles dia após dia. Podemos desempenhar um papel de assegurá-los de que eles não estão sozinhos. Podemos tirar um minuto para dar-lhes um abraço no corredor e perguntar-lhes se há algo que possamos fazer por eles. E, o mais importante, podemos ouvi-los. Os pais ouvem muito e, às vezes, não têm ninguém perto que possa oferecer o mesmo a eles.

Muitas vezes, até mesmo os pais calmos e aparentemente felizes podem se sentirem um pouco incapacitados de alguma forma.E se você é mãe ou pai, provavelmente pode se identificar com a situação, mesmo que você não esteja se sentindo incapacitado neste momento.É um sentimento profundo e escuro, e ninguém deve trilhar esse caminho sozinho.

Então, procure os pais de seus liderados. Em primeira mão, posso dizer que quando você faz isso, seu relacionamento com seus liderados também crescerá, porque, nesse ponto, você conquistou a confiança deles. Eles acreditam que você os vê e cuida deles e de sua família. De repente, o “e aí? Tudo bem?”, ao cumprimentar seu filho na porta, se tornar uma mensagem que diz: “Estamos juntos. Nós podemos fazer isso!” E essa mensagem é incrivelmente importante!

 

Escrito por Ashley Litton
Traduzido por Carina Cortat

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *